segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Desígnio de amor...


Minha alma é a chama ardente
que meu corpo inflama em brasas
de constante desejo;
Meu coração é fonte
de infinita misericórdia
aflorado de belos sentimentos;
Meus olhos são prismas
emanados de luz gerada
pelos influxos de sua tênue beleza;
Minha crença e meu fervor
são a prova infinita deste
eloqüente desígnio de amor...

Arcanjo Miguel

Licença Creative Commons:
permitir a cópia, distribuição e execução da obra,
desde que lhe sejam atribuídos os devidos créditos.

Creative Commons Brasil

1 comentários:

zelia disse...

Belo poema, meu amigo!
Tudo muito lindo, por aqui...


Beijos de luz e o meu carinho!!!