sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Versos lúcumos


Escrevi teu nome na beira do mar
singulares registros de areia
que as ondas no seu vai e vem
hão de levar;

Gritei teu nome a esmo sem parar
afônicas notas perdidas ao vento
na esperança morta de você me
escutar;

Fiz rimas do teu nome transformando
versos lúcumos de dor em poemas de
amor...

2 comentários:

Eu disse...

Boa tarde Arcanjo, em primeiro lugar, seu nome é lindo e sugestivo, em segundo, simplesmente amei suas poesias,me tocaram funda n'alma.
Abraços,
Fátima Vaz de Lima

Nati Caetano disse...

Bom dia! Lindo sua poesia.Ainda mais
juntamente entrelaçado com o mar.
Aja coração.Aguardo sua vista lá no meu blog.Bjs